Dicas para ser um turista mais sustentável.

Posted by: SCSHouses
Category: Dicas para viagens
Turismo sustentável

Turismo Sustentável: dicas para viajar como um turista mais sustentável.

Atitudes conscientes podem tornar sua viagem mais positiva para você e para o seu destino e ser um turista mais sustentável

O turismo sustentável é indicado para quem tem consciência que sua viagem gera uma série de impactos socioambientais e deseja que estes sejam positivos, contribuindo para a preservação e desenvolvimento das culturas e população da região visitada.

 

Como Viajar e ser um turista mais sustentável?

A scshouses, deixa aqui algumas dicas de como ser um turista mais sustentável

 

1 – Valorize as culturas e as tradições

As comunidades tradicionais Portuguesas, são a base da existência de Portugal, com as suas tradições e costumes.

Quando o turista preserva e valoriza os saberes ancestrais de cada bairro das cidades – por meio de museus, espaços culturais ou da culinária regional, por exemplo – permite que essas comunidades mantenham seus modos de vida sustentáveis, e não se perca a identidade de cada bairro ou região

turismo sustentável
Respeite as tradições e costumes dos locais e torne-se num turista mais sustentável

 

2 – Utilize o máximo de produtos e serviços locais

É fundamental que a maior parte das receitas do turismo seja direcionada para as comunidades locais e que seu consumo de melhore a vida dos locais.

Procure alojamentos mais pequenos e com ligação direta aos locais, almoçando num restaurante local, ou consumindo produtos e serviços gerados pelo comercio local, ou empresas exploradas pelas pessoas das localidades que visita

Adquira produtos locais
Dê prioridade ao consumo de produtos locais

Contribuindo assim para o crescimento e desenvolvimento das comunidades locais.

 

3 – Coloque a Comunidade local Como seu parceiro de aventura

Todo projeto ou atração turística deve ser criado em parceria com os locais e colocando estes como protagonistas.

São eles que vivem a realidade local diariamente, conhecem os costumes, dificuldades e soluções.

Negócios que atuam ali devem atuar como colaboradoras, e fomentar as parcerias locais.

 

4 – Conheça e proteja áreas a serem preservadas

As pessoas preservam mais o que conhecem e compreendem melhor.

As comunidades de preservação são geralmente as que melhor conhecem e lhe sabem explicar melhor o seu trabalho, parques, naturais ou estações ecológicas que devem garantir a proteção e conservação do que vive lá dentro.

Um dos destinos de Setúbal, por exemplo, é a Serra da Arrábida. Nessa visita, o turista tem a chance de conhecer uma rica biodiversidade de flora e fauna, algumas só presentes na Serra da Arrábida.

Golfinhos no sado
Observação dos Golfinhos (Roazes Corvineiros),

Outro destino é a Observação dos Golfinhos (Roazes Corvineiros), são uma família de residentes no rio Sado, e que são monitorizados, estudados e acompanhados durante todo o ano, a sua observação tem regras muito próprias com vista á preservação da espécie.

 

5 – Pratique o desenvolvimento pessoal

Cada local visitado faz com que o turista desenvolva aptidões e conhecimentos que antes não tinha, além de enriquecer internamente ao conhecer novos lugares, pessoas e culturas.

Ninguém volta igual de uma viagem, principalmente depois de uma experiência única. As viagens são divertidas, mas também servem para provocar reflexões e mudanças de atitude.

 

6 – Seja um Turista sem preconceitos

A ignorância e o desconhecimento são duas aliadas do preconceito.

Ao visitar as comunidades, de cada região liberte-se dos estereótipos pré-definidos e esteja de mente e coração abertos para o novo e o diferente.

Por vezes, não é tão diferente assim do local onde você vive.

O turismo sustentável aproxima pessoas e mostra que diferenças culturais  e costumes não nos separam, mas sim são o motivo de celebração e tornam a experiência muito mais enriquecedora.

Turista sem preconceitos
A ignorância e o desconhecimento são duas aliadas do preconceito

A sua mente vai absorvendo experiencias mais enriquecedoras quanto mais aberta ao desconhecido estiver.

Partilhe as suas experiencias e a sua cultura com os locais, a troca de saber e conhecimento é uma arma muito poderosa para o combate ao preconceito.

 

7 – Apoie organizações verdadeiramente sustentáveis

Não precisa fazer tudo sozinho. Uma das mais valias do turismo sustentável é a valorização do cooperativismo, da parceria e da partilha, cada um fazendo sua parte.

Por isso, apoie organizações que atuam em uma ou mais frentes do turismo sustentável, que têm responsabilidade social, ambiental e transparência no impacto das suas ações.

Todas as organizações e ou negócios com responsabilidade social, são os verdadeiros impulsionadores das culturas e gentes locais.

Visite Setúbal.

A Scshouses tem alternativas de estadia, para que se sinta como um local, e para que a sua experiencia seja mais sustentável, temos para lhe fornecer um roteiro interativo com os nossos parceiros locais, para que possa participar no nosso objetivo de desenvolvimento das comunidades locais.

 

 

 

SCSHouses

Deixe uma resposta

5 × 4 =